Vale-Transporte

Quem tem direito ao Vale-Transporte?

– Todo trabalhador tem direito ao transporte residência x emprego x residência, conforme estabelecido na lei federal nº 7.418, de 16/12/85. O Vale-Transporte constitui benefício que o empregador deverá antecipar ao trabalhador para utilização efetiva em despesas de deslocamento residência-emprego e vice-versa.

Decreto nº 95.247, de 17/11/1987, regulamenta a lei nº 7.418, de 16/12/1985:

“Artigo 5º – É vedado ao empregador substituir o Vale-Transporte por antecipação em dinheiro ou qualquer outra forma de pagamento, ressalvado o disposto no parágrafo único deste artigo.

Como é realizado o cadastramento?

– A empresa deve fazer um cadastrar no link é disponível para a compra de Vale- Transporte e informar os seguintes dados: CNPJ, razão social, inscrição estadual/municipal, nome do contato, departamento de contato, e-mail, telefone, fax e endereço completo). Será feita uma análise do cadastro da empresa e, depois disso, o responsável pela empresa cadastrada é liberado para acessar o sistema de compras.

Após o cadastramento e a liberação do usuário, é necessário que a empresa cadastre os seus funcionários (também pode ser feito no próprio site da São José). Será necessário fornecer os seguintes dados do funcionário: nome completo e sem abreviatura), sexo, data de nascimento, nome completo da mãe e sem abreviatura, CPF e RG.

Como fazer a primeira compra?

– Após a conclusão do cadastro, a empresa entra no link de compra de Vale-Transporte e efetua o pedido. O valor de VT de cada funcionário deverá ser especificado. Para a melhor utilização do sistema, a São José disponibiliza um manual de Passo-a-Passo, que explica em detalhes como a empresa deve operar no sistema. Faça o download aqui.

Quais são as formas de pagamento na compra de passes?

– O pagamento pode ser ser feito por meio de boleto bancário, que pode ser impresso na página do sistema de vendas. O prazo para liberação da recarga é de dois dias úteis (48 horas) após a confirmação do pagamento pela instituição financeira. Esclarecemos que, devido aos prazos bancários, a visualização da operação somente ocorre no dia seguinte e liberação dos créditos no dia útil seguinte após a confirmação do pagamento.

Observação: o pagamento de boleto efetuado em uma sexta-feira será confirmado somente na segunda-feira (próximo dia útil) e os créditos liberados na terça-feira. A mesma regra é válida para os feriados.

Onde é feita a recarga do Cartão Vale-transporte?

– O Cartão Vale-Transporte é recarregado diretamente nos ônibus e também pode ser recarregado nos postos de vendas, nos seguintes endereços:

Posto Centro
Rua General Telles, nº 1.260, Centro, no Terminal Ayrton Senna. De segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Aos sábados, das 7h às 16h.

Posto Estação
Rua General Carneiro,nº  255, Estação. De segunda a sexta-feira, das 7h às 18h. Aos sábados, das 7h às 12h.

Posto Leporace
Avenida Dr. Abrahão Brickmann, nº 1.573, Leporace 3. De segunda a sexta-feira, das 7h45 às 12h, e, das 13h30 às 17h30.

Posto Aeroporto
Avenida Carlos Roberto Haddad, nº 1.034, Aeroporto 1. De segunda a sexta-feira, das 07h45 às 12h, e, das 13h30 às 17h50.

Quanto custa cada passe?

– Uma tarifa vigente, ou seja, R$ 4,30.

– O valor de aquisição não é reembolsável.

Qual o valor mínimo de um pedido para o funcionário?

– O valor mínimo de compra é de R$ 4,30.

Qual o limite que o cartão suporta?

– O cartão suporta até R$ 600,00.

Como cancelar o cartão em caso de perda, furto ou roubo?

– Para fazer o cancelamento é necessário que o usuário do cartão dirija ao posto do Terminal Ayrton Senna, na Rua General Telles, nº 1.260, Centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h e, aos sábados, das 8h às 16h.

No local, o usuário do cartão deve identificar-se ao atendente e apresentar os seguintes documentos:

– CPF/CIC e a Carteira de Identidade (RG emitido pela Secretaria de Segurança Pública do Estado) ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

– A segunda via do cartão será confeccionada e liberada em 48 horas úteis, mediante cobrança de “taxa de emissão”. Caso não seja possível a retirada do cartão pelo titular, um terceiro poderá realizá-la. Mas, obrigatoriamente, terá de apresentar os documentos originais (RG e CPF) do usuário titular, juntamente com Protocolo de Retirada. Caso tenha sido lavrado um Boletim de Ocorrência (BO), o mesmo deverá ser apresentado.

O que fazer seo cartão apresentar problemas de leitura ?

– Dirigir-se ao Terminal Ayrton Senna, na Rua General Telles, nº 1.260, Centro, com o cartão e os documentos de identificação pessoal (RG e CPF) para efetuar a substituição.

Para o bom uso de seu cartão

  • Não amasse, não use clipes, não fure e não cole adesivos no cartão;
  • Não guardar o cartão juntamente com moedas, celulares, bem como próximo a equipamentos eletrônicos que possam danificá-lo;
  • Sempre guardá-lo em local seco e protegido da luz solar direta;
  • Um cartão bem conservado e utilizado corretamente, evita erros de leitura e garante sua tranquilidade;

Mais informações

– Disque São José: 0800 34 1140 – ligação gratuita (não aceita chamada de celular);

– Ou ligue no (16) 3706-4900 / 3703-6061 (ligação de celular).